quarta-feira, 12 de julho de 2017

Chaos Synopsis​ - “Gods Of Chaos” (2017)

Black Legion Productions

Mundo Metal [ Lançamento ]



Mais um lançamento oriundo do underground brasileiro, de uma das bandas que mais tem se destacado nos últimos anos, o Chaos Synopsis. Os caras vem de uma crescente vertiginosa desde o seu “debut”, o bom ‘Kvlt ov Dementia”(2009), e sempre conseguem se superar lançando um disco melhor que o outro. Em “Gods Of Chaos” a história não foi diferente e nos deparamos com outro registro de qualidades inegáveis.

O conjunto paulista original de São José dos Campos foi formado em meados de 2005 e nos quase 12 anos de carreira, se firmou entre as melhores da nova geração do Metal nacional. Executando um Thrash/Death Metal de qualidade, o quarteto se destaca também por seus álbuns conceituais, já que discos do tipo não são tão comuns no estilo. Dessa vez o tema escolhido foi deuses antigos, mais especificamente, deuses ligados à ideia de destruição, escuridão, ou, como o nome do álbum sugere, do caos. 

Neste novo registro, há a estreia de um novo integrante, o novato é o guitarrista Diego Sanctus, que substitui João Paulo Figueiredo. No mais, a banda é a mesma que dois anos antes lançou o excelente “Seasons Of Red”(2015).

Como já mencionado, é de praxe o Chaos Synopsis sempre lançar um álbum melhor que o seu antecessor, e o novo CD mostra como a banda atingi, até o momento, o seu ápice criativo. O disco é pesado e veloz, uma verdadeira pedrada, entretanto a melodia não é deixada de lado em nenhum momento, reforçando a qualidade dos músicos envolvidos. A dupla das guitarras formada por Luiz Ferri e o estreante Diego Sanctus, mostra muito entrosamento, desfilando alguns dos melhores riffs que cheguei a ouvir em um lançamento de 2017.

Além de riffs bem encaixados, os solos são um ponto de destaque nas músicas, a diversidade entre passagens mais lentas e rápidas chama a atenção, sempre mantendo a atmosfera densa e pesada. Além da dupla das seis cordas, é de impressionar a bateria comandada por Friggi MadBeats, na oitava musica, “Badlands Terror”, Friggi espanca suas pobres peles numa das mais insanas introduções do álbum. Um baterista completo e não seria exagero algum colocá-lo entre os melhores do Brasil na atualidade.


Por fim, os vocais e o baixo ficam a cargo de Jairo Vaz, a evolução vocal de Jairo é evidente e assim como toda a banda, o vocalista aparenta estar em seu melhor momento como musico. Apesar dos timbres característicos de Thrash/Death, a pronúncia é bem compreensível e se tratando de um álbum conceitual, isso é essencial.

Entre tantas musicas excelentes e tantos deuses diferentes, escolho como destaque do álbum as faixas “Storm Of Chaos”, faixa que ganhou um videoclipe e nos conta um pouco sobre a deusa Guabancex, da mitologia taino, a já mencionada “Badlands Terror” é outro destaque e traz a história de Unhcegila, uma serpente da mitologia Lakota/Sioux, por fim, destaco as minhas preferidas, primeira e a última composição do trabalho, respectivamente “Raising Hell” e “Gods Of Chaos”. Na primeira, o “homenageado” é nada menos que Satã, o Capiroto mór, certamente ele não seria deixado de lado. Para fechar com chave de ouro, a faixa título aborda um resumo de todas as deidades apresentadas no disco, tudo isso em meio a guitarras enfurecidas, andamentos insanos e agressividade em estado bruto.  

Relativamente com pouco tempo de estrada, o Chaos Synopsis atingiu patamares qualitativos dignos de grandes nomes da cena mundial, uma das bandas que anos atrás era apontada como uma das “joias” da nova safra do Metal nacional, hoje confirma de uma vez por todas que tamanha expectativa não era descabida. “Gods of Chaos” é, sem dúvidas, o melhor disco dos caras até o momento. Parabéns a banda pelo excelente trabalho entregue, e para quem ainda não ouviu ou não conhece, a audição é mais do que recomendada, este é um disco para escutar por seguidas vezes.


Nota: 8.6

*Nota do site The Metal Club: 8.54

Formação:

Jairo Vaz (vocal e baixo)
Luiz Ferrari (guitarra)
Diego Sanctus (guitarra)
Friggi Mad Beats (bateria)

Faixas:

01.  Raising Hell
02.  Storm of Chaos
03.  Black God
04.  Serpent in Flames
05.  Opposer of Gods
06.  The Beast That Sieges Heaven
07.  Sixteen Scourges
08.  Badlands Terror
09.  Gods of Chaos
10.  Cocaine* (Andralls cover)


Redigido por Vitor Hugo Quatroque​

*A nota do site The Metal Club é sujeita a modificações de acordo com as avaliações dos seus usuários. Acesse, avalie e veja se sua nota bate com a nossa!